CasaPronta 2018: Sucesso comprova a retomada do crescimento

CasaPronta 2018: Sucesso comprova a retomada do crescimento

Expositores comemoram resultados e público aprova em números a 16ª edição

Sucesso. Assim se define a 16ª edição da CasaPronta Criciúma. A maior feira da construção, mobiliário e decoração de Santa Catarina encerrou neste domingo (21) após cinco dias intensos de negociações e entretenimento no Pavilhão José Ijair Conti. Com público aproximado de 60 mil visitantes, os cerca de 200 expositores participantes assinalaram satisfação com os resultados e comemoram a retomada do crescimento.

Conforme a diretora da NossaCasa Feira & Eventos, organizadora da CasaPronta, esta edição teve ainda como marco a renovação. “O que é mais uma comprovação do sucesso. Setenta por cento dos expositores desta edição já confirmaram participação na próxima que, aliás, já tem data marcada e será de 16 a 20 de outubro”, adianta Jaqueline. “Tivemos expositores afirmando que está foi a melhor de todas as edições e o público compareceu em peso. Ficamos surpresos, em especial no primeiro dia, na quarta-feira, com a quantidade de visitantes”, complementa.

Outro ponto que chamou atenção da organização foi à procura de novos expositores. “Visitantes empresários que vieram ver a feira de perto e se interessaram em expor na próxima. Como retorno do trabalho, muitos elogios em relação às vendas e acerca da qualidade dos expositores. Já vamos estudar a próxima edição e trazer ainda mais novidades. Queremos surpreender nossos expositores e claro, os visitantes, que vieram até de outros estados”, declara.

A Margarete Teodoro, que é de Tijucas, veio com a família visitar alguns parentes em Criciúma e, pela primeira vez esteve na CasaPronta. “Amei tudo. O mais legal é que, tranquilamente, dá para passar o dia aqui. Até as crianças se divertem. Levei alguns utensílios, decoração, cheirinho para casa, nos alimentamos na praça de alimentação e sem sombras dúvidas, quando conseguir trocar de imóvel é aqui que irei buscar”, aponta.

Retorno garantido

Uma das empresas que comprova com resultados o sucesso é a CTA Construção Sustentável. A empresa de Lages esteve pela primeira vez na CasaPronta e já pretende voltar para a próxima edição. “Aliás, deixamos de participar de uma feira do mesmo setor na nossa cidade para apostar na CasaPronta e não nos arrependemos. Superou as nossas expectativas, de público, de venda e do bom atendimento da organização. Com certeza, na próxima iremos voltar”, planeja o sócio, Gabriel Comandolli.

Foram 20 unidades habitacionais vendidas, que são prontas, com todos os móveis e eletros inclusos, além de um barn, que é uma espécie de celeiro e será utilizado pelo cliente como uma garagem. “Ele foi vendido para um cliente de Blumenau que se deslocou para Criciúma unicamente por conta da feira. Sem contar às negociações que serão concretizadas posteriormente. Foram confeccionados 10 mil folders e 20 mil cartões e tivemos que produzir mais, pois se esgotaram antes do último dia. Todos os dias foram de movimento assombroso”, caracteriza.

Indústria agradece

A indústria também sente a retomada. Segundo o diretor executivo da Associação dos Comerciantes de Materiais de Construção da Região Sul de Santa Catarina, a Acomac Sul, Julio Pereira, esta 16ª edição foi à melhor de todas. “Superou todas as expectativas, nossa e das 30 marcas parceiras da indústria da construção civil. Em relação ao ano passado, tivemos um aumento de 20% de expositores e a participação de lojistas vindos de vários lugares, até do Paraná. O resultado superou até o de outras feiras do setor em outros estados”, informa.

Nesta edição do Salão de Negócios da Acomac, empresas conceituadas do segmento, como Tigre e Lorenzetti participaram pela primeira vez da CasaPronta Criciúma. “Está se criando uma expectativa muito positiva para o mercado neste fim de ano e se construindo um círculo virtuoso para a próxima edição. Pretendemos ter um espaço 30% maior do que nesta edição, pois as empresas já estão pedindo ampliação. Toda a diretoria da Acomac se envolveu e o saldo de negócios realmente teve seu objetivo cumprido. A próxima edição será melhor ainda”, projeta.